Notícias

18/06/2020
Plano Safra 2020/2021 tem pequena redução na taxa de juros

?O Governo Federal governo lançou na quarta-feira (17), no Palácio do Planalto, o Plano Safra 2020-2021, com R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional, um aumento de R$ 13,5 bilhões em relação ao plano anterior. Do total, R$ 179,38 bilhões serão destinados ao custeio e comercialização (5,9% acima do valor da safra passada) e R$ 56,92 bilhões serão para investimentos em infraestrutura (aumento de 6,6%). 

 

No setor de máquinas e implementos agrícolas, foram destinados R$ 11,8 bilhões para financiamento, sendo R$ 9,0 bilhões para o Moderforta e R$ 2,8 bilhões no Pronaf Mais Alimentos. Na análise do presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul - Simers, Claudio Bier, é necessário garantir os recursos destinados e estar aberto ao diálogo, caso seja preciso novo aporte. Quanto à taxa de juros do Moderfrota, que passou de 8,5% para 7,5%, Bier ressalta que poderia ter caído mais:

 

– Historicamente, os juros das máquinas agrícolas eram metade da taxa Selic. Hoje, temos a Selic a 2,25% e os juros do Moderfrota a 7,5%. O governo poderia ter olhado com mais carinho para o nosso setor, que mesmo diante da pandemia, continuou abastecendo o mercado e mantendo a balança comercial com suas exportações.

 

EXPOINTER DIGITAL
MÁQUINAS AGRÍCOLAS 2020